Egressa de Enfermagem na URI conquista vaga de trabalho na Alemanha

Natural de São Paulo das Missões, RS, graduada em Enfermagem na URI Santo Ângelo em agosto de 2016, Vanessa Beatriz Backes, 24 anos, deve embarcar para a Alemanha na última semana de março, para trabalhar no hospital Sana Klinikun, na cidade de Offenbach, Hessen, no coração do país.

Logo após a formatura, Vanessa começou a buscar trabalho. Enviou seu currículo para diferentes instituições e inscreveu-se para fazer seleções. Até que na internet, encontrou a possibilidade de ser trainee na Alemanha. “Devo atuar seis meses como ajudante de Enfermagem. Com estas horas de prática, depois estarei apta a fazer a prova que me possibilita validar o diploma brasileiro. A partir de então, trabalharei como Enfermeira”.

EXPERIÊNCIA E MUITO ESTUDO

Vanessa já residiu na Alemanha durante um ano e meio, quando em 2014, foi selecionada no programa “Ciência sem Fronteiras”. Depois de um semestre estudando língua Alemã na cidade de Aachen, ela frequentou dois semestres na Faculdade de Ciências da Saúde em Furtwagen.

Durante sua experiência como universitária na Alemanha, o que mais lhe marcou foi a qualidade de vida e a segurança. “Estes aspectos são incríveis e sempre pensava que gostaria de retornar. Então, quando apareceu a oportunidade, foi muito bom”. Diferenças culturais também marcaram sua experiência: “os alemães são mais reservados que nós, são educados em todos os sentidos e possuem um nível de cidadania muito alto. São muito francos e para eles, é óbvio sempre falar a verdade”.

Pelo fato de a família ser de origem alemã, Vanessa cresceu ouvindo os pais e outros familiares falarem praticamente apenas nesse idioma, e na escola, estudou Alemão da 5ª até a 7ª série. “Em casa o alemão falado é um dialeto, mas a gente se entende bem. Para o Ciência sem Fronteiras, estudei muito e fiz uma prova para ingressar no curso de Idioma Alemão em Aachen. E agora, para a vaga no hospital, foi exigido o nível B2. Revisei os conteúdos e fiz a prova em Curitiba”.

APOIO, INCENTIVO E GRATIDÃO

Para Vanessa, o apoio recebido foi fundamental. “Minha família me dá todo o apoio, pois sabem que é bom para mim e percebem que estou feliz. É muito importante registrar que desde o início da graduação, os professores sempre me incentivaram. Eles e a minha família são o fundamento de eu ter chegado até aqui e estar indo trabalhar no exterior com tanta tranquilidade. Eu tenho muito a agradecer à URI. Comprometimento é a palavra-chave no curso de Enfermagem. O que os professores fazem não se limita a um trabalho, mas vai muito além. E a Enfermagem como um todo, tem muito a ganhar com isso”.

Vanessa acrescenta que ela é reconhecida e grata à URI “pois foi a Universidade que me possibilitou fazer o ‘Ciência sem Fronteiras’. Sozinha, eu não teria conseguido nada”.

E os planos para o futuro? “Pretendo trabalhar e fazer especialização na Alemanha por uns dez anos. Depois, planejo buscar mestrado e doutorado e construir uma carreira acadêmica no Brasil”.

Disposta a auxiliar quem tiver interesse em buscar experiência de trabalho ou estudo na Alemanha, Vanessa informa que a empresa responsável por intermediar sua contratação chama-se ‘Capitalent Medical’ e coloca seu e-mail à disposição: vanessabackes992@gmail.com.

Nas fotos, Vanessa em visita de despedidas na URI, esta semana; na Alemanha, durante o ‘Ciência sem Fronteiras’, e vista aérea da cidade de Offenbach, que tem cerca de 115 mil habitantes.