Escola da URI promoveu palestra sobre geração de energia a partir de resíduos

A Escola de Educação Básica da URI promoveu recentemente palestra remota, tendo desta vez como tema – “Disposição, tratamento e geração de energia de resíduos sólidos urbanos”.

Na oportunidade, alunos do 8º ano do Ensino Fundamental e 1º do Ensino Médio estiveram acompanhados pelos professores (as) Ms. Charline Andreola, Dra. Daiane Skupin, Dr. Emitério da Rosa Neto.

A iniciativa para realização da atividade surgiu devido ao fato de o tema sobre eletricidade e energias renováveis estar sendo desenvolvido nas turmas de 8º ano, bem como o processo de transformação de energia (processos químicos) no Ensino Médio

O tema abordado foi apresentado pelas Engenheiras Tássia Mos (Engenheira Civil – egressa da URI) e Luiza Cardoso (Engenheira de Energias), que atuam nas empresas CRVR e Biotérmica Energia, respectivamente.

Foram apresentados aspectos relacionados ao gerenciamento do aterro sanitário do município de Giruá, operação e manutenção, e educação ambiental. Em relação à geração de energia através de gás metano (CH4) oriundo da decomposição dos resíduos, o grupo participante visualizou todo processo de engenharia envolvido para coleta e tratamento do gás, bem como quesitos operacionais para conversão do gás em energia elétrica e o uso deste.

Os alunos puderem conhecer, mesmo que de forma remota, a estrutura dos aterros sanitários do município de Giruá e Minas do Leão, sendo este último o maior aterro sanitário do RS.

Para a professora Ms. Charline Andreola a atividade foi muito enriquecedora, pois ressaltou a importância do assunto e motivou para uma visita presencial, quando possível, ao aterro sanitário.

Conforme relato do professor doutor Emitério da Rosa Neto, “a ideia era visitar o aterro sanitário de Giruá. No entanto, devido à pandemia, uma alternativa foi a realização da palestra, onde os alunos puderam conhecer a realidade relacionada ao gerenciamento de resíduos e à produção de energias renováveis, que está aumentando sua parcela de contribuição na matriz energética brasileira. O Brasil apresenta maior percentual de geração por fontes renováveis, porém, o uso de biogás gerado pelos resíduos sólidos não é de conhecimento de boa parte das pessoas. Mas um correto trabalho dos geradores dos resíduos (população) e das empresas do ramo permitem que, ao invés do gás ser lançado para a atmosfera e contribuir para a intensificação do efeito estufa, ele pode ser aproveitado na geração de energia, gerando renda e promovendo desenvolvimento social, econômico e ambiental nas áreas onde é possível implementar essas tecnologias”.

Ainda, conforme foi relatado na palestra, a tecnologia existente no aterro de Minas do Leão em breve estará em Giruá, onde o volume de gás que está sendo gerado permitirá a instalação de equipamentos para a coleta, tratamento e geração de energia elétrica através do metano (CH4).

As atividades propostas pela Escola da URI visam agregar aos alunos conhecimentos teórico – práticos, trazendo profissionais das mais variadas áreas, para que os estudantes se sintam cada vez mais atraídos, não só pelos conteúdos que são trabalhados nas aulas, mas por possíveis áreas de atuação profissional.