Dia Mundial da Educação ensejou palestra virtual para licenciaturas da URI

Com o objetivo de marcar o Dia Mundial da Educação, 28 de abril, o curso de Pedagogia da URI Santo Ângelo promoveu na noite de terça-feira, 28, palestra virtual que reuniu cerca de 80 professores e estudantes dos cursos de licenciatura em Pedagogia, Educação Física e Matemática.

A coordenadora da Área de Ciências Humanas, Daniela Pereira Gonzalez, fez a abertura, observando que “a data é um marco para refletir sobre a importância da Educação” e enfatizando que apesar da proibição de encontros presenciais, a URI não parou com suas atividades.

“A data serve para incentivar e conscientizar a população sobre a importância da educação para a construção de valores essenciais na vida em sociedade e no convívio com outras pessoas”, disse Daniela.

Na sequência, o Diretor Acadêmico Marcelo Stracke lembrou que os índices mundiais mostram o quanto a educação ainda é precária, e só ela pode gerar um mundo mais justo e saudável. “Vivenciamos uma situação complexa, pois saímos da normalidade, enfrentamos desafios imensos e a solidariedade é que vai nos auxiliar a amenizar os danos”.

“Estamos quebrando paradigmas clássicos e há aulas on-line que inclusive os familiares dos alunos assistem. Há relatos que nos emocionam e mostram que estamos no caminho certo. Podemos nos orgulhar de tudo que a URI já fez e está fazendo para se adaptar rapidamente, evitando prejuízos aos estudantes. O que fazemos não é ensino à distância, pois o nosso on-line remoto tem os professores à disposição, interagindo com o aluno e mantendo o ensino com qualidade”.

Marcelo concluiu dizendo ter certeza de que “ao voltarmos ao sistema presencial, vamos atuar também com estas ferramentas, explorando importantes avanços”.

Em seguida, a coordenadora da Área de Ciências Exatas e da Terra, Rosângela Ferreira Prestes fez a apresentação da palestrante Fátima Ehlert, que abordou o tema “Ressignificar a Educação em tempos de Pandemia”.

Doutoranda em Política e Gestão de Processos Educacionais pela UFRGS, Mestre em Educação pela Unipampa- RS, possui graduação em Letras e Pós-graduação em Psicopedagogia. Atuou junto a Secretaria Municipal de Educação e Cultura de Giruá, como Supervisora de 1ªs séries, foi Dirigente de Cultura e Secretária Municipal de Educação e Cultura. Tem experiência na Docência dos Anos Iniciais, Anos Finais, Ensino Médio, Curso Normal e Educação de Jovens e Adultos. Atuou como vice-diretora da Escola Estadual de Ensino Médio Anne Frank, e assessora municípios na Formação Continuada de professores. Desempenha a função de Coordenadora Estadual do Programa Educação Conectada – UNDIME RS, junto ao Ministério da Educação e desde outubro de 2019 é coordenadora técnica da área da educação da Famurs – Federação dos Municípios do Rio Grande do Sul.

A abordagem de Fátima Ehlert em torno de “Ressignificar a Educação em tempos de Pandemia”foi avaliado pelo corpo docente dos cursos participantes como, além de  pertinente no atual contexto, motivador para refletir sobre as suas futuras ações, como as desenvolvidas nos estágios por exemplo, bem como, sobre a necessidade e a importância do professor estar em constante processo de ressignificação e reinvenção da sua prática.
Rosângela Ferreira Prestes observa: “Estamos vivendo situações complexas e difíceis, e é nessa perspectiva que essas temáticas tornam-se pertinentes de serem levadas para o contexto da sala de aula. Os professores da URI têm essa preocupação e por isso, promovem esses espaços para que os nossos alunos tenham diferentes oportunidades em seu processo de formação. Refletir sobre o que está acontecendo, olhar para frente e assimilar as lições aprendidas, bem como transformar a crise em oportunidades, estão entre elas também”.