Enfermagem promoveu aula on-line aberta alusiva ao dia Mundial de Combate à Sepse

Para marcar o Dia Mundial da Sepse, comemorado anualmente dia 13 de setembro, o Curso de Enfermagem da URI Santo Ângelo, na disciplina “Pacientes de Risco”, promoveu, na terça-feira, 15, aula on-line aberta, com a temática “Manejo Clínico na Sepse e Choque Séptico”.

Na ocasião, a enfermeira Janine Goldschimdt Ávila, MBA Gestão em Saúde e Controle de Infecções, diferenciou os conceitos de Infecção, Sepse e Choque Séptico, apresentou os sistemas informatizados e gatilhos para manejo da sepse. Afirmou que o enfermeiro é peça-chave na identificação precoce, sinalizando o benefício das drogas vasopressoras e da Abertura do Protocolo de Sepse. Todos estes elementos são essenciais para a prevenção deste problema de saúde pública que tanto preocupa as instituições de saúde. Janine é enfermeira Coordenadora do Núcleo de Segurança do Paciente e Supervisora da UTI do Hospital Regional Unimed Missões.

A Sepse é uma condição que ocorre quando um agente infeccioso entra na corrente sanguínea. O paciente com sepse corre risco de morte, já que a infecção afeta o sistema imunológico. A cada ano ocorrem cerca de 30 milhões de novos casos no mundo. No Brasil, pesquisas lideradas pelo Instituto Latino Americano da Sepse (ILAS) mostram uma realidade alarmante: cerca de 30% dos leitos das unidades de terapia intensiva são ocupados por pacientes com sepse e a taxa de mortalidade pode chegar a 55% dos pacientes que apresentam sepse nas UTIs.

A aula reuniu, por meio da ferramenta digital google meet, graduandos e professores do curso de Enfermagem. Foi organizada pelos acadêmicos do 8º semestre sob a coordenação da professora Mestre Kelly Cristina Meller Sangoi, que salientou: “oportunizar aos acadêmicos essa fusão da teoria à prática, trazendo profissionais que atuam na UTI e enfrentam o combate à Sepse em seu cotidiano, facilita o aprendizado e empodera o aluno para atuar no campo da prática”.